Mamães

Muitas e muitas "mães recém-nascidas" são cheias de dúvidas. Algo supernormal que acontece ao sair da maternidade. Essas dúvidas surgem geralmente após o bebê nascer, pois as preocupações na gravidez são diferentes, inclusive com relação à alimentação. Após o bebê nascer, as "mães recém-nascidas" possuem muitas dúvidas, tais como:

O que devo comer pra recuperar o meu corpo?

O que devo comer pra ter meu leite com qualidade?

O que comer pra melhorar a minha qualidade de vida e do meu bebê? 

​É possível melhorar tudo isso através de minhas escolhas alimentares?

​Lígia começou a se dedicar profundamente aos estudos do Universo da Maternidade em 2018 nos Estados Unidos durante a própria sua gravidez. Desde o terceiro mês de sua gestação, ao mudar de país, ela teve que se habituar aos costumes alimentares e disponibilidades da comida regional da California, por isso seu conhecimento vai além do básico aprendido durante a graduação em Nutrição.

 

Ao longo de sua gravidez, Lígia se tornou uma pesquisadora internacional da área da Nutrição, estudando artigos científicos e vídeos de nutrólogos e nutricionistas americanos pra entender melhor as diferentes prescrições dietéticas para a mulher no período da gestação. 

Ao tomar a decisão de elaborar um planejamento alimentar diferenciado, unindo seu conhecimento de formação acadêmica brasileiro com os aprendizados dos estudos americanos, Lígia elaborou o seu próprio cardápio gestacional.

Alguns pontos Lígia afirma ter conquistado graças à estes novos estudos sobre plano alimentar com foco em gestação saudável, como por exemplo:

- Contrações naturais sem auxílio de indução  

- Parto Normal

- Formação completa do tubo neural do feto (cérebro).

- Melhor produção de leite materno.

- Imunidade evitando risco de doenças na mãe e no bebê.

- Modulação hormonal na mãe, diminuindo o estresse.

- Modulação hormonal no bebê, trazendo melhor qualidade do sono noturno.

- Gravidez aos 34 anos de idade sem diagnóstico de diabetes gestacional e pressão alta.