Gestantes

​Lígia Bianca aos 33 anos engravidou, e teve a sua bebê aos 34 anos de idade em setembro de 2018. Ao longo de sua gestação,  se dedicou totalmente aos estudos do mundo da maternidade.

Além da relação da comida com a gravidez, ela mergulhou no mundo das doulas e dos obstetras para entender tudo sobre parto natural, normal e cesária e também a como conduzir seu corpo aos benefícios da nutrição direcionada para as mulheres nessa fase da vida, como por exemplo a formação dos órgãos do bebê, as glândulas mamárias para a melhor qualidade do leite materno, e  a preparação do corpo para o parto.

Algumas complicações na mulher gestante pode ter relação com a dificuldade de conseguir o tão sonhado parto normal. Já é cientificamente comprovado que a correta alimentação na gravidez pode fazer com que o parto natural seja estimulado, graças ao aumento de ocitocina (hormônio natural nas mulheres gestantes) que potencializa as contrações (trabalho de parto) e podem ser aumentados com o consumo de certos alimentos. Para mulheres que tem a preferência ou diagnóstico de cesária, por algum outro motivo esse será o parto que seu médico tem preferência à conduzir, também sabe-se que a alimentação direcionada corretamente à mulher gestante sempre trará muitos benefícios.

Toda gestante deve saber sobre os riscos e cuidados com relação à alimentação, evitando doenças e complicações comuns nesse momento tão especial e único da vida.

Cuidados alimentares evitam por exemplo a hipertensão (pressão alta), um perigoso fator em gestantes que pode levar à pré-eclâmpsia, diagnóstico médico que antes ou durante o parto pode levar bebê e mamãe até à óbito em algumas situações.

Outros cuidados alimentares como o controle do consumo de açúcares, por exemplo, também pode evitar o diabetes gestacional, diagnóstico muito prejudicial à saúde do bebê, podendo elevar o peso do feto direcionando o parto à cesária e entre outras complicações após o nascimento do bebê.